Matérias

Campeões de surf falam sobre relação com o mar nos Jogos de Aventura e Natureza

A praia Brava, em Guaratuba, teve disputas da terceira etapa do Paranaense de Surf nos Jogos de Aventura e Natureza, no domingo (21). Ao todo, foram 10 categorias que tiveram premiação até a quarta colocação, além do ranking estadual amador.

Fernanda Passos, de 33 anos, venceu o feminino e parabenizou o nível do torneio. “fiquei super feliz de ver esse incentivo do governo até porque temos uma nova geração de altíssimo ritmo aqui, é nível internacional já, tem que ter esse apoio para que continuem no esporte”, afirmou. Ela, que é natural de Guaratuba, disse que começou a competir cedo e aprendeu a surfar ainda no litoral paranaense.

No masculino, Marcelo Saporski, de 41 anos, afirmou que sua mãe fazia a travessia entre o Morro do Cristo à nado enquanto ele estava na barriga. “Minha vida é o mar, já começa pelo meu nome, fui ciado aqui”, contou.

A renovação no esporte tem Anuar Chiah, de 10 anos, que já é uma das promessas do surf local. Com troféus, ele levou o primeiro lugar no sub12 e segundo lugar no sub 18. “Venho treinando muito, tô acertando os aéreos rodando e agora vou com tudo”, contou.

O Surf vai estrear como esporte olímpico no Japão em 2020, com 20 atletas no masculino e 20 no feminino. São permitidos no máximo dois atletas de cada gênero por país e, até esse momento, apenas Tatiana Weston-Webb está com vaga garantida na equipe brasileira.

Colaboração Jogos Aventura e Natureza